Sobre a beleza e a magia das coisas

Sobre a beleza e a magia das coisas

Acredito firmemente que todos nós procuramos a beleza nas coisas. Não se trata, aqui, daquela beleza puramente estética ou meramente decorativa. Não, não é disso que estou falando.

Falo da beleza da vida, da poesia necessária para vivermos. Estou neste momento olhando para a janela da minha sala que fica no 22º andar: o céu maravilhoso em tons de azul, cinza e vermelho. Ao fundo os sinos da Igreja da Sé tocam. A cidade lentamente escurece e os faróis dos carros já começam a tomar conta de tudo.

É desta beleza que precisamos.

Também penso na beleza de um caminhar na madrugada de São Paulo pela Avenida Paulista (creiam-me, é uma experiência maravilhosa, desde que não esteja frio) e, de repente, deparar-se com uma exposição sendo montada em algum espaço público.

Ou, até mesmo, na beleza que há em se tomar um simples café com um amigo enquanto se vê calmamente as pessoas apressadas correndo de um lado para o outro e você e seu amigo, tranqüilamente, tomado seu café.

A beleza é fundamental. É fundamental porque nos permite ver além das simples linhas de concreto que por vezes acreditamos que seja a nossa vida. A beleza, especialmente quando é inesperada, nos desperta para a mágica do mundo.

Mágica que acabamos, com o tempo, deixando de perceber. Creia-me, todas as coisas são belas e em todas há um pouco da magia do mundo, basta saber olhar.

Autor: guimadeira

Sou um cara de fé que acredita em sonhos. Fã incondicional de Shakespeare, Paulo Coelho e de Gabriel Garcia Marques, também adoro Neil Gaiman e Steven Spielberg. Ah, também tenho vários livros publicados, sou mestre e doutor em processo penal pela USP e Juiz de Direito. Corredor amador.

2 comentários em “Sobre a beleza e a magia das coisas”

  1. Olá professor,

    Te conheci na aula do 02/02/09, segunda fase pra OAB. É a primeira vez que faço cursinho e estou adorando. Moro em Porto Velho, cidade banhada pelo maior afluente do rio Amazonas, o rio MADEIRA rsrsrs.

    Amei sua aula, e desde já te admiro como professor. Mas acredito, também, que seja uma pessoa admirável em outros aspectos. A começar pela forma como vê a vida. Os seus textos me lembram muito os textos de Rubem Alves. São fascinantes. Se não leu, aí vão algumas dicas: Um mundo num grão de areia; Um céu numa flor silvestre; O amor que acende a lua.
    São livros belíssimos e de uma leitura super agradável.

    Até mais. Te vejo na parede rsrsrsrs.
    🙂

    Curtir

    1. Professor Madeira,
      Sua sensibilidade é apaixonante, com todo respeito!
      Leio seu blog diariamente, e confesso que estou com uma estrutura muito melhor para não desistir das exaustivas provas do MP…rs…beijos e obrigada pela valiosa ajuda diária!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s