Aviso aos navegantes

Pessoal,

como disse anteriormente, tentarei responder as dúvidas de todos. Mas, primeiro, preciso tentar responder o pessoal de São Paulo, pois suas dúvidas são anteriores. Como estou com muita coisa, vou tentar fazê-lo até o final da semana. Possivelmente farei um FAQ com as principais dúvidas dos grupos, paulistas e nacional.

Autor: guimadeira

Sou um cara de fé que acredita em sonhos. Fã incondicional de Shakespeare, Paulo Coelho e de Gabriel Garcia Marques, também adoro Neil Gaiman e Steven Spielberg. Ah, também tenho vários livros publicados, sou mestre e doutor em processo penal pela USP e Juiz de Direito. Corredor amador.

2 comentários em “Aviso aos navegantes”

  1. Oiii

    Sabia decisão professor, pois o pessoal de S.P está desesperado já que o resultado sai essa semana.

    Suas orientações são de grande valia.

    Abraços.

    Curtir

  2. Ola prof. saudades. estudei com vc o 135 exame de ordem ai no curso prima. Hoje estou Morando em Niteroi. Diante a prova da cespe nacional (2008.3 exame 37) há margem de grandes dúvidas força a recorrer a Vossa pessoa.
    Um simples erro de digitação, permissa venia, mudou toda a estrutura da prova de penal , ensejando a anulação.Ao invés de digitar 2008 na datas do acontecimento do fato, foi digitado 2000.
    Com o erro na digitação o Alessandro tornou-se menor, com 14 anos, como também a vítima, ficou com 12.
    Desta forma para a defesa de alessandro seriam necessários duas peças: defesa prévia e exceção de iletimidade de parte, e, o que se pode alegar em a uma peça não se pode alegar na outra.O próprio CPP, manda que a exceção seja apresentado em separado.
    Mas o maior problema é que a CESPE mandou a peça (uma peça claro) e mandou levantar todas as teses de defesa e nas orientações da própria prova era bem claro quando falava para não omitir nenhum dado.Desta forma quem utilizou qualquer dessas peças não fez a defesa correta do Alessandro.
    E mais, como avaliar duas respostas diferentes com embasamentos diferentes?
    E se utilizando qualquer dessas peças, como a CESPE vai saber se o candidato sabia das teses de defesa da outra peça?
    Na verdade a defesa, devido ao erro, só poderia ser feito com as duas peças.Mas havia orientação clara da CESPE para fazer uma peça, sem contar com o tempo que erra impossível para elaborar as duas peças.
    Como vai ficar essa situação?

    um forte abraço Professor

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s